sexta-feira, 31 de outubro de 2008

CHILE
http://br.youtube.com/watch?v=ImIipNGYX4Q
CUECA: DANÇA NACIONAL declarada oficialmente por Decreto Supremo a Dança Nacional do Chile.
A cueca chilena se deriva da Zambacueca peruana que foi introduzida no Chile, pelos anos de 1824. Conforme as diferentes regiões em que foi conhecida, adotou suas características próprias.

CUECA NORTINA, dos mineiros pampinos do Norte. Caracteriza-se pelo uso de instrumentos (zampoña, quena, trompetas). A vestimenta se caracteriza por ser ligeira, mas protegida com acessórios de lã e couro.

CUECA SUREÑA, do sul do Chile. Interpretada pelos pescadores das ilhas de Chiloé e arredores. Usa instrumentos como o Kultrú, além do violão. A vestimenta consiste em sandálias, camisa amarrada na cintura, calça virada até o joelho.

CUECA HUASA, da região central. Os instrumentos usados são o violão, o acordeão, a harpa, o piano e o pandeiro. A vestimenta se caracteriza por ser mais elegante, de salão.
Huaso: conjunto alado preto, botas e uso de esporas.
Huasa: conjunto de saia e jaqueta, faixa colorida na cintura, chapéu alado preto e botas; ou um vestido estampado protegido por um aventalzinho branco.


ARGENTINA
http://br.youtube.com/watch?v=5wH3Gw9H_eY
O Tango é de origem popular gerado em subúrbios, prostíbulos e cortiços de Buenos Aires, âmbito de população massivamente masculina.
No começo era muito comum que o tango fosse dançado por um casal de homens e não limitou-se às zonas baixas ou a seus ambientes próximos, estendeu-se também aos bairros proletários e passou a ser aceito “nas melhores famílias” principalmente depois que a dança teve sucesso na Europa.
A melodia provinha de flauta, violino e violão, sendo que a flauta foi substituída pelo bandoneón (espécie de sanfona). O tango é a dança da carne, do desejo e corpos entrelaçados. É um diálogo novo, a sedução feita movimento. O casal de baile roça seus sapatos entre sensuais carícias enquanto o espectador fascina-se com o silencioso romance entre os dançarinos.
O tango argentino tornou-se mundialmente famoso na voz de Carlos Gardel, nome verdadeiro Romuald Charles Gardés no dia 11 de Dezembro de 1890, em Toulouse na França. Filho de pai desconhecido chegou a Buenos Aires com sua mãe quando tinha apenas dois anos. Teve uma infância pobre e desde cedo viveu de pequenos bicos, começou a cantar aos 17 anos.
No dia 24 de Junho de 1935 com 45 anos de idade morre num desastre aéreo, no auge da carreira e da fama, em Medellín, Colômbia, ele foi o grande divulgador do tango no exterior.
Nos anos 60, o gênero foi ignorado fora da Argentina. Ressurgiu renovado por Ástor Pantaleón Piazzolla nascido no dia 11 de Março na cidade de Mar Del Plata, quem lhe deu uma nova perspectiva através de suas composições e seu bandônion, levou-o as fronteiras musicais com outras músicas como o Jazz. Outro vertente do desenvolvimento do tango está marcada pela incorporação da eletrônica e do Rock.
Em Buenos Aires no mês de Agosto ocorre o Campeonato Mundial e o Festival de Tango, convocando os visitantes de todo o mundo.
O calçado é um elemento fundamental dentro do tango-dança, e existe uma variedade muito ampla de sapatos, especialmente projetados e fabricados para o esplendor e conforto do milonguero, desde que eles permitam sustentar o pé adequadamente e ajudem a manter uma postura correta além de seus valores estéticos.
Em Buenos Aires uma grande quantidade de lojas de sapato é exclusivamente dedicada para levar a cabo calçado para dançar tango, enquanto podendo ser estes como muito sapatos como botas curtas. Os materiais favoritos são os tradicionais como de: couro, camurça, envernizados, embora eles também tenham grande aceitação outro mais moderno como esses de réptil (víbora, lagarto) e no caso da mulher, o laminado, com brilhos ou com detalhes de strass. Como para cores, no tango prevalece o preto, mas de um mesmo modo há eles branco, marrom, verde, cinza e as violetas mais atraentes, vermelho.


URUGUAI
http://br.youtube.com/watch?v=l5_DQok81IQ
A dança uruguaia teve influências dos escravos negros que vieram da África, sendo maiores as influências de seus colonizadores europeus. O Uruguai absorveu a moda européia em relação aos seus bailes, mas alterou suas coreografias colocando nelas características próprias do país, surgindo então às danças nacionais. Entre as danças uruguaias destacam-se:

EL MALAMBO, dança individual masculina onde o bailarino mostra sua destreza e resistência de movimentos de pernas e pés. Algumas vezes dançam como se fosse um desafio entre bailarinos.

LA CONTRADANZA, uma das primeiras referências sobre esta dança no Uruguai data de 1752, na Colônia do Sacramento. Também dançava-se nas Missões Orientais ensinadas por jesuítas aos índios, mas somente para os homens adultos e crianças, pois as mulheres dedicavam-se a outras tarefas e não podiam participar. A importância desta dança é que deu origem à dança nacional do Uruguai El Pericón. Em torno de 1880 ela desaparece dos salões.

EL PERICÓN, é uma dança muito elegante com várias figuras coreográficas que correspondem a diferentes movimentos, de acordo com as ordens de um maestro cuja escolha é muito importante, pois o sucesso da dança depende muitas vezes de seu comando. Um dos movimentos mais conhecidos é quando os pares dão os braços formando um círculo com suas mãos livres, e estendem a bandeira nacional sobre suas cabeças.

EL GATO, é uma dança alegre que existe no Uruguai desde 1820. Representa um discreto jogo amoroso onde o homem corteja a moça e tenta conquista-la, para isso sapateia e realiza incríveis piruetas até que seu amor seja correspondido.

CHIMARRITA, é uma dança popular da fronteira entre Brasil e Uruguai. É dançada com os passos da polca e por seus movimentos rápidos ninguém consegue ficar sentado sendo por isso nomeada como “dança das cadeiras vazias”.

Um comentário:

jojo_santana disse...

O Tango é uma dança muito bonita, e o que eu achei mais interessante foi saber que o sapato faz toda a diferença nessa dança, em Buenos Aires existem lojas que vendem diferente modelos de sapatos para dançar Tango.

DANÇANDO COM OS PAÍSES DA AMÉRICA LATINA

DANÇANDO COM OS PAÍSES DA AMÉRICA LATINA
Pluralidade Cultural

Seguidores